26 fevereiro 2012

Afeganistão

Após os ataques terroristas em 2001, o Afeganistão assim como o Islamismo e ideologias mulçumanas tornaram-se foco em todos os meios de comunicação até hoje.

Religião e política à parte o que me comove também é a situação de mulheres e crianças nesses países que por conta de uma religião ou ideologia, são tratadas como seres inferiores.

Na época em que “O Caçador de Pipas” tornou-se um best seller, e o autor Khaled Hosseini estava em destaque, ele também escreveu “A Cidade do Sol” (2007) agora com a história de 2 mulheres Miriam e Laila e seus respectivos destinos em Cabul no turbilhão de guerras entre 1979 e 1996. É um livro tenso e triste. Um livro que me fez pensar ainda mais sobre as mulheres daquele país e me senti feliz por estar bem no país que vivo, apesar de todos os problemas.


Após a leitura de “A Cidade do Sol”, quis saber mais sobre o assunto de forma mais realista.



Mulheres de Cabul (2006) é um livro foto-jornalístico feito pela fotógrafa britânica Harriet Logan que retornou ao Afeganistão em 2001, para fotografar e recolher os depoimentos de mulheres que teve contato durante o regime repressor Taleban em 1997. 
1972. No recém-criado bairro de Shar-E-Nau, algumas jovens liberadas e emancipadas
usavam minissaias, apesar das severas críticas da maioria dos afegãos que ainda seguem
a tradição mulçumana.


Mulheres de Cabul

Há depoimentos de mulheres esperançosas, mulheres que de alguma forma superaram alguns obstáculos e infelizmente mulheres já resignadas com seu próprio destino.

Mulheres de Cabul 

As Andorinhas de Cabul (2006): Livro de Yasmina Khadra, história que se passa no ano de 2000, em Cabul, cidade devastada pela guerra e pelo Taleban. A visão e comportamento de cada um desses 2 casais e como seus destinos foram cruzados numa triste situação é o ponto principal desse romance.
Confesso que esperava mais desse romance, poderia ter um pouco mais de detalhes em algumas situações e personagens. Uma história triste também, mais uma para reflexão.

Afeganistão é um assunto que pode ser bem explorado, mas também pode ser um tema para escritores “oportunistas” que se aproveitam de temas em evidência para escrever best-sellers.

De qualquer forma, gostei dos livros que li e gostaria de ler mais. Alguém tem mais algum livro bacana sobre o assunto para me indicar?

Até mais!