01 fevereiro 2012

Clube da Luta - Chuck Palahniuk [7 livros em 7 dias]


Quantos socos na cara levei de Tyler Durden ao ler esse livro. Sentindo o gosto do sangue e os dentes quebrados cravados na língua! 
A narração no filme e no livro são semelhantes, mas a ordem dos capítulos é que denotaram esse estilo literário de Palahniuk como "Ficção Transgressional". Ele contou essa história não aos meus olhos, mas cutucando uma ferida aberta aqui dentro. Levei vários chutes no estômago.
A minha ideia de sociedade com a de Chuck Palahniuk muito se assemelham, mas sua narrativa se tornou substancial para mim, é como se ele me dissesse coisas que estavam aqui adormecidas, que eu sabiam que existiam, mas ele as despertou.
Digo isso sobre quase todos os livros que leio “era algo que eu sabia sem saber”, prepotência de minha parte, mas muitos são os que de fato me ensinam uma boa lição, Clube da Luta foi um deles.
Não que a ideia seja pregar a violência e ver nela uma rota de fuga, não, a ideia não é essa, mas de chegar aos extremos, com um propósito disfarçado de anarquia, como uma maneira de se desligar de laços que só nos levam à mediocridade e nos deixam em estado vegetativo. Somos escravos do consumismo, das religiões, dos dogmas, das leis, somos seres manipulados e estragados. Somos o câncer do mundo. Somos a doença degenerativa da Terra.

Nada é por acaso, inclusive os livros que surgem em nossas mãos na hora em que devem surgir. Tinha o Clube da Luta a mais ou menos dois anos na minha estante, achei num sebo de Pinheiros (bairro paulista famoso por seus grandes e diversificados sebos) por um preço módico e assim que o avistei já me agarrei a ele. Essa história, que até então eu conhecia só pela adaptação fílmica, tem uma grande importância para mim.

Esse livro foi feito por um jonalista, ex-mecânico, louco por livro e escritor. Escritor, no melhor sentido da palavra. Clube da Luta é um livro para ser lido, analisado, pensado.
Não leve tudo ao pé da letra, a verdadeira sabedoria não consiste em compreender o significado das palavras, mas da ideia por trás delas.

Não há resenha de um livro melhor do que a constatação individual e a absorção plena do leitor.

Li isso aqui sobre o filme e achei muito bom.

Lembram-se do meu auto-desafio: 7 livros em 7 dias? Clube da Luta estava incluso nele. 
“AVISO: Se você está lendo isso, então isto é para você. Cada segundo perdido lendo este texto inútil é outro segundo a menos da sua vida. Você não tem outras coisas para fazer? A sua vida é tão vazia que você honestamente não consegue pensar numa maneira melhor de vive-la? Ou você fica tão impressionado com a autoridade daqueles que a exercem sobre você? Você lê tudo o que deveria ler? Você pensa tudo o que deveria pensar? Compra tudo o que lhe dizem pra comprar? Saia do seu apartamento. Encontre alguem do sexo oposto. Pare de comprar tanto e se masturbar tanto. Peça demissão. Comece a brigar. Prove que está vivo. Se você não fizer valer pelo seu lado humano você se tornará apenas mais um numero. Você foi avisado.” - Tyler