28 fevereiro 2012

Histórias Eróticas


“Se acaso existe alguém entre este povo
Que da arte de amar nada conheça,
Leia o presente livro - a ver-se douto
Fica nesta matéria que lhe interessa (...)”
A Arte de Amar – Ovídio

Já posso imaginar os leitores com os olhos arregalados, né?

Bom, há algum tempo eu li “100 Melhores Histórias Eróticas da Literatura Universal” organizado por Flávio Moreira Costa que também organizou outras coletâneas de vários estilos na literatura.

Antes é preciso “avaliar” o que é considerado erotismo para cada leitor. Moreira reuniu histórias desde as mais sutis as mais explícitas, passando por quase todas as épocas e culturas da humanidade.

Gostei especialmente dos contos europeus medievais. Algumas histórias ou trechos eu já havia lido dos próprios originais como nas obras: Satiricon, Anti-Justine, Contos de Marquês de Sade, Teresa Filosofa, Madame Bovary, Lira dos Vinte Anos, Noite na Taverna, Contos de Machado de Assis, Primo Basílio, O Amante e até Kama Sutra.

Contos chineses como “O Vaso e a Ameixeira” eu nunca havia lido, sempre tive certa curiosidade de saber como seria o erotismo em culturas tão diferentes.

Também fiquei instigada a ler mais obras de Anaïs Nin, D. H. Lawrence e Casanova.

Recomendo essa coletânea não só para quem gosta de literatura erótica, mas para todos os amantes da boa leitura.