11 fevereiro 2012

Resenha: Damned

Chuck Palahniuk é um cara muito, mas muito doente! E a prova disso é seu mais recente livro Damned, ainda sem tradução no Brasil. 


Palahniuk costuma ser bastante repetitivo, ele usa a mesma fórmula de ironia, sarcasmo e crítica em todos os seus livros, mas isso não é um ponto negativo. Ele é criativo dentro dessa "rotina literária" que ele mesmo criou. Em Damned temos Madison Spencer, uma garota de 13 anos que foi parar no Inferno devido a uma suposta overdose de maconha. No Inferno, Madison recorda algumas passagens da sua vida, faz amizade com algumas pessoas que assim como ela, estão condenadas a passar a eternidade por lá. 

Palahniuk nos mostra alguns demônios que habitam o "mundo subterrâneo", bem como alguns sinais de que as pessoas de lá tentam se comunicar com os vivos. Mas o melhor ainda é o "Vasto Oceano de Esperma Desperdiçado". Só lendo para entender o nível de genialidade de Palahniuk

Parece absurdo, não? Mas só Palahniuk para escreve um livro tão ótimo baseado nessa premissa. Li em alguns lugares que esse é o livro mais forte dele. Não concordo, acho que Assombro consegue ser ainda mais intenso. 


O livro mais conhecido de Palahniuk é Clube da Luta, e a Eni fez resenha aqui.
Li alguns comentários de que a tradução de Damned chega às livrarias ainda em 2012. Assim que eu tiver mais informações volto aqui para comentar.