31 outubro 2012

Especial Halloween

Como hoje é um dia muito especial (Halloween, minha gente!), pelo menos pra quem gosta de horror, terror, suspense, ficção e afins, resolvi fazer um post sobre os livros e autores de destaque nos gêneros. Quem já leu algum desses livros ou autores já está familiarizado. Quem não leu, pode criar coragem e aproveitar o clima de tensão para levar alguns sustos. :)
Neste post, vou falar algumas curiosidades da literatura, além dos principais nomes do gênero.

Os autores clássicos:


Outro dia estava conversando com as meninas pelo facebook, e chegamos à conclusão que Mary Shelley era bem mais "macho" que seu marido, que fazia poesia. Ela conseguiu, em 1818, em um grupo de escritores reunidos criando histórias (incluindo Lord Byron) ao redor da fogueira, inventar um dos maiores mitos da literatura fantástica. Frankenstein é uma história que se sobrepõe ainda atualmente, já que a imortalidade é um dos desejos mais inerentes à humanidade, ainda não realizado.

Bram Stoker, apesar de ter criado o vampiro mais conhecido da literatura, não foi o primeiro. Sheridan Le Fanu, anos antes, criou o que se considera a primeira vampira: Carmilla. Apesar disso, Drácula é um dos personagens mais cultuados, cujas características vampíricas servem de padrão inclusive para histórias atuais (não vamos falar de Edward, porque aquilo não é um vampiro!) sobre o tema.

Edgar Allan Poe, meu queridinho, é principalmente conhecido pelas histórias de suspense e terror, mas pouca gente sabe que ele foi o precursor do chamado gênero ficção policial. Seu detetive fictício, Auguste Dupin, serviu de inspiração para que Arthur Conan Doyle criasse o seu famoso Sherlock Holmes. Dentre os diversos contos de terror que Poe escreveu, meus favoritos são "O Gato Preto", "O Poço e o Pêndulo" e "Manuscrito encontrado em uma garrafa".

Lovecraft conseguiu o que poucos autores conseguem com sucesso: criar uma mitologia própria. Assim como Tolkien fez com sua Middle Earth, Cthulhu Mytos foi uma história de sucesso. Também publicou diversos contos incríveis, como A Tumba, a maioria inspirada em seus constantes pesadelos e em sua devoção ao Poe.

R. Louis Stevenson é o famoso autor de O Médico e o Monstro. Fora isso, ele escreveu alguns contos, novelas e roteiros de viagem. Várias de suas outras obras relatam viagens marítimas, ilhas, piratas...

Os autores contemporâneos:


Stephen King é um gênio, na minha opinião. Só mesmo um ótimo escritor consegue ter uma mente tão rica a ponto de criar quase 100 histórias diferentes, e ter alguns livros incrivelmente extensos, com mais de 1000 páginas, e ainda assim se consagrar. Alguns o consideram enfadonho e detalhista demais, mas eu acho essa característica suportável. Muitas de suas histórias já viraram filmes clássicos (já ouviu falar de O Iluminado? Carrie? A Espera de um Milagre? Pois é.). Curiosidade do dia: ele tem pavor de morrer com alguma história incompleta, desde que sofreu um acidente de carro que quase o matou. A série "A Torre Negra" é um exemplo da sua obsessão para finalizar suas obras.

Anne Rice. Conhecida pelo sucesso estrondoso causado por sua série de Crônicas Vampirescas, que tem obras primas como Entrevista com o Vampiro, Rainha dos Condenados e Vampiro Lestat, ela também escreveu histórias que soam esquisitas como "O Senhor Jesus" e uma trilogia de adaptação da história da Bela Adormecida com alto teor sexual (que desisti de ler porque parece ser muito estranho).

Jay Anson, o único autor já falecido dessa lista, escreveu o incrível Horror em Amityville. Também o não tão incrível "666, o limiar do inferno". Muita gente sentiu raiva dele pois Amityville foi vendida como uma história real, enquanto pouco se pôde provar. Esses foram seus únicos romances.

Peter Straub me foi apresentado pela Michelle. Ele é amigo do Stephen King. Já ganhou vários prêmios por suas histórias de terror, e é co-autor de 2 livros com o King: O Talismã e A Casa Negra.

Os personagens eternos:


Lestat de Lioncourt, um dos vampiros mais famosos da literatura, é personagem das Crônicas Vampirescas de Anne Rice. Bonito e poderoso, quase não possui fraquezas e consegue inclusive matar vampiros mais poderosos que ele. Tem um site com bastante informações sobre os personagens aqui.

Drácula é ninguém menos do que o vampiro mais famoso da literatura. Apesar de não ter sido o primeiro, é nele que a maioria das pessoas pensa quando imagina um vampiro: intolerância ao sol, dormir em caixões, morar em um castelo, transformar-se em morcego ou em outros animais. Acho um absurdo qualquer pessoa se declarar fã de vampiro e nunca ter lido esse livro.

Você sabia que Frankenstein não é o nome do monstro, e sim do médico que o criou? Victor Frankenstein era um aristocrata que possuía grande interesse pelas ciências ocultas e alquimia, e acaba ressuscitando um corpo feito de diversos pedaços de cadáveres e, horrorizado com o que havia criado, acaba fugindo. É uma história incrível, até hoje me emociono lembrando de como o monstro sofreu ao descobrir que o fogo queimava, que a fome doía e que, por sua aparência, ele jamais poderia ter qualquer amigo.

Cthulhu é a mais famosa das entidades cósmicas criadas por Lovecraft., uma mistura de polvo, ser humano e dragão. Segundo os mitos de Cthulhu, os seres humanos são criaturas dessas entidades, e seriam uma metáfora para a insignificância humana diante da magnitude do universo.

O médico e o monstro, de Stevenson, foi uma história tão densa que acabou virando jargão. Jekyll & Hyde, nome dos dois personagens, é um termo usado atualmente pra denominar uma pessoa com duas personalidades distintas ou que muda constantemente de humor. Tudo isso porque, na narrativa, o médico e o monstro são a mesma pessoa.

Os posts:

Separei aqui todos os posts já publicados no Dose sobre livros fantásticos, horror, vampiros, zumbis, etc. Vale a pena dar uma lida nas nossas resenhas e opiniões e quem sabe, se animar pra ler um conto de terror hoje a noite. :)