26 novembro 2012

Amiga-secreta do Dose [Gaby]

Olá de novo, pessoal! Sei que acabei de postar e vocês devem estar cansados de mim, mas eu preciso fazer mais esse post agora, e infelizmente, não é para vocês, é para a Jana. Entretanto, como sou legal, vocês também podem ler!

Quando entrei no Dose, caí de gaiato no navio nesse amigo secreto de final de ano. Morro de medo desse tipo de coisa, apesar de achar divertido. O risco de errar no presente é grande, e eu tinha acabado de conhecer as incríveis autoras desse blog. 

Jana, para que você entenda o que o seu presente representou, eu preciso voltar no tempo um pouco. Sempre gostei muito de ler e escrever, como falei no post sobre fanfiction, escrever é a minha paixão, meu hobby, e quem sabe um dia irá se tornar o meu sustento. 

Querida Rowling, por favor, você poderia me informar em qual trem estava quando pensou em Harry Potter?  Eu também adoraria ser uma boa (e milionária) escritora. Grata, Gaby.


Porém, depois que entrei na faculdade e comecei a trabalhar, o mundo real me pegou. Não sou rica. Não posso me dar ao luxo de querer seguir os sonhos sem pensar nas minhas responsabilidades. Escrever é difícil, escrever bem é quase impossível, jornais são vendidos, assim como revistas, só escrevem coisas depressivas e negativas, o que obviamente não é a minha praia, e eu nem escrevo tão bem assim para querer viver só disso. 

Eu era uma "escritora amadora" super entusiasmada com o possível universo das Letras, mas depois de me decepcionar com o mundo que meu trabalho e faculdade me apresentavam fiquei os três anos sem escrever nada, ler me deprimia, quase deletei absolutamente tudo que tinha escrito em fóruns, sites de fanfiction, blogs, etc. Perdi meus sonhos.

Terminei a faculdade e resolvi dar um chega-pra-lá nesse desânimo e tentar escrever de novo. Mesmo que fosse ruim, talvez eu conseguiria melhorar aos poucos e escrever algo que prestasse um dia. No início desse ano, conheci a Michelle, e ela foi bondosa, confiou em mim e me pediu para escrever uma resenha para o Dose. 

Graças a tudo isso, você, Jana, e todas as outras meninas, entraram na minha vida. Graças a tudo isso, ganhei o seu presente, e o que mais me marcou nele foi a seguinte frase que estava na sua carta:


Obrigada pelos seus textos carregados de bom humor e tomara que tudo isso seja início de uma bela amizade.
O presente com essa carta chegou pouco tempo depois de entrar no blog, enquanto ainda estava insegura, enquanto todos esses anos de pensamento negativos ainda estavam gravados na minha memória. Chegou na hora certa.

Sei que toda essa ladainha pode parecer bobagem para muita gente, mas sei que cada um tem alguma coisa que adoraria poder fazer e ganhar dinheiro com isso, realmente amar o trabalho, assim como eu amo escrever. E todos sabemos como é difícil acreditar que algo pode dar certo em um mundo que insiste em te dizer que tudo dará errado.

Então, o que tenho dizer é: obrigada, Jana, pelo incentivo, pelas palavras, pelos doces, pelo livro, por tudo. Você não tem ideia de como tudo veio a calhar e chegou no momento certo. Ver que, apesar do pouco tempo de convivência, alguém colocou fé em mim (junto com a Michelle e todas as outras meninas) me deu ânimo de novo. Espero mesmo que tudo isso seja o início de uma bela amizade! 

E para todas as pessoas que ficaram curiosas e querem saber o que ganhei, abaixo estão as fotos:

A carta(!!), um caderno lindo feito a mão (a mão!!!!), o livro, o cartão postal mais lindo que já vi na minha vida, e doces, DOCES, DOCES! Eu amo doces, caso vocês não tenham notado.

A prova de que eu sei tirar fotos. É só clicar, não é? Nem precisa deixar a câmera estável e focalizar, claro que não, foto tremida é a nova tendência fotográfica em São Paulo, pessoal.

A carta (!!!!), o livro, o cartão postal de MG, e o caderno feito a mão (a mão!!!!!!!!).  Olha só o trabalho, o cuidado e o carinho que ela teve para me enviar tudo isso! E nem me conhecia direito! Isso nos dá fé na humanidade de novo, não é?

DOCES, DOCES, DOCES, DOCES! Pergunta quanto tempo eles ficaram assim, bonitinhos, intactos.

Bem, é isso! Muito obrigada a todas por me aceitarem no grupo, obrigada por tolerarem meus atrasos quando o trabalho e as horas extras me impedem de ser a colaboradora mais assídua, enfim, obrigada por tudo! Vocês são incríveis meninas!

Obrigada, Jana, pelo carinho, pelo cuidado, pelo tempo, por tudo! Adorei tudo que recebi, e me fez muito bem ser tão bem-vinda no grupo!