Nietzsche para estressados


CUIDADO: este post contém um best-seller de auto-ajuda


Acredito que este será o primeiro e único post de auto-ajuda que vou fazer na minha vida. Primeiro, porque auto-ajuda é péssimo. De verdade. Não leia isso. Segundo, porque o único motivo de ter lido este livro é porque esta é uma auto-ajuda baseada na obra de Niezsche.



Contei no meu blog sobre a coleção de livros dele que temos aqui em casa. Acabei comprando o “Nietzsche para Estressados”, do conhecido autor Allan Percy (que escreve auto-ajuda a torto e a direito junto com sua mulher) porque meu marido é o cara mais estressado da face da terra, e curte muito o filósofo, assim como eu. Achei  que seria um presente bem humorado e acertei em cheio. Mas ele é só uma piada de mau gosto mesmo, não dá pra levar ele a sério.


O livro foi uma sacada "inteligente" por um motivo simples: a obra do Nietzsche é complexa. E apesar de pouca gente entender seus escritos como um todo, ele tem centenas de frases feitas de sucesso (igual o Caio Fernando de Abreu e a pobrezinha da Lispector). Conhece a célebre “o que não nos mata nos fortalece”? Pois é. Nesse caso, o autor extraiu 99 frases de efeito e as mastigou para preguiçosos, às vezes usando embasamento científico muito duvidoso ou publicações de outras personalidades para atestar suas explicações. Ficou confuso? Vamos a um exemplo:


Dica 37. “Deveríamos considerar perdido o dia em que não dançamos nenhuma vez.” Nietzsche 
Nessa dica o que Percy faz é apresentar brevemente um estudo que mostra as aplicações da dança de forma terapêutica: "a dança nos permite conhecer nossos sentimentos ao expressá-los como movimentos no espaço" zzzzZZZZzzz). Best-Seller. Receita para o sucesso, galera.

#chatiado


Tem ali muitas frases bacanas do Nietzsche que podem ser pra muita gente um manual pra vida. Mas é um terreno perigoso retirar frases totalmente do contexto, dar sua total interpretação e vender como verdade.




Se eu pegar alguns dos livros dele e for observar o contexto em que algumas dessas 99 frases foram retiradas, vou encontrar pelo menos uma dúzia que não tinham absolutamente nada a ver com que Nietzsche queria dizer. Gente. Nietzsche era um NIILISTA. "tudo cai no vazio: a vida é desprovida de qualquer sentido, reina o absurdo". Acha mesmo que o Mr. Mustache vai ligar pra que você procure um sentido pra dança ou pra qualquer outra coisa na sua vida?





A Revista Galileu escreveu um post mara falando sobre "Como escrever um best-seller em seis passos". Vale a passada lá. Quem tem esse livro e acha que ele é uma bíblia, por favor, passe lá de verdade. Compare o livro do Allan Percy com as 6 dicas da Galileu. E coloque o livro na parte de ficção/humor da sua estante. Por favor.


Comentários

  1. Auto-ajuda bestseller...? Humano, demasiado humano.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, se auto-ajuda já é ruim, auto-ajuda e best seller é de lascar :x hahaha quando li o início achei que era um poster da Gaby, mas me surpreendi vendo que era da Anna (que também arrasou no quesito humor, ri demais aqui).

    ResponderExcluir
  3. Acho que este está mais para auto-ajuda que para best-seller porque nem todo best seller é ruim... rs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bem vindo(a) ao Dose Literária.
Agradecemos seu comentário e tentaremos responde-lo assim que possível ;)