28 dezembro 2012

Retrospectiva 2012 - Michelle

A Pati e a Eni já fizeram suas retrospectivas literárias, hoje farei a minha. Hoje é dia 28/12 e até o momento eu li 75 livros. Estou lendo Perto do Coração Selvagem, da Clarice Lispector e A Rainha do Castelo de Ar, de Stieg Larsson, mas acho que não terminarei nenhum dos dois até o dia 31.

Até novembro desde ano eu estava contente com o meu ritmo rápido de leitura, até ler As Vantagens de Ser Invisível em uma tarde e depois perceber que "deixei passar" algumas coisas importantes. Neste momento, percebi que eu estava correndo com os livros e não estava aproveitando as leituras da forma correta. Parei para repensar também as minhas escolhas de livros e ao conhecer o canal da Claire me dei conta que quase não li clássicos em 2012. De forma alguma eu penso que minhas leituras foram erradas, apenas gostaria de ter escolhido melhor.

Li muita coisa boa neste ano e eu destacaria, sem ordem de preferência, os seguintes:
Até o dia em que o cão morreu (Daniel Galera)
Persépolis (Marjane Satrapi)
Mortos Entre Vivos (John Adjvide Lindqvist)
Johnny Cash - Uma Biografia (Reinhard Kleist)
As Horas (Michael Cunningham)
A menina que brincava com fogo (Stieg Larsson)
O sentido de um fim (Julian Barnes)
As Vantagens de Ser Invisível (Stephen Chbosky)
Devil's Knot (Mara Leveritt)

A surpresa mais grata do ano foi a trilogia Jogos Vorazes. A curiosidade me venceu e comprei o primeiro. Depois li os demais e gostei muito. Como eu já disse, não é nada revolucionário, é um aproveitamento das ideias de 1984, Admirável Mundo Novo e Battle Royale, mas trouxe o interesse da leitura e do questionamento para muitos jovens e isso é de um mérito absurdo.


Mas o melhor livro que li neste ano foi Life After Death, autobiografia do americano Damien Echols. Falei dele aqui, comprei o livro na pré-venda e foram meses de ansiedade até que ele chegasse. Eu o li em poucos dias, pois a leitura me absorveu como há muito não acontecia. A escrita dele é ótima, a forma como ele conta os acontecimentos te prende e você não consegue largar o livro. Espero que o mesmo seja lançado aqui no Brasil e que sua história fique conhecida por todos.

Como eu disse no começo do post, não estou decepcionada com as leituras deste ano, apenas gostaria de ter escolhido melhor. Ano passado eu fiz um top 10 dos melhores livros e muitos deles entraram para a lista de favoritos da minha vida, neste ano foram pouquíssimos. Li muito, mas não aproveitei e isso não deverá se repetir no ano que vem.


Para 2013 eu selecionei clássicos, de D.H. Lawrence a Dostoiévski, passando por Virginia Woolf e James Joyce. Também pretendo ler um pouco de young adult como Classandre Clare e John Green, sem esquecer dos meus amados Palahniuk, Fante, Bukowski, Irvine Welsh e Nick Cave. Também pretendo escrever resenhas mais completas e mais constantes. Quando gosto muito de um livro eu tenho dificuldades para falar deles, espero melhorar isso em breve.

Foi um ano repleto de leituras e a melhor parte foi poder compartilhar isso tudo com Eni, Pati, Mara, Anna, Gaby, Jana e a Manu. Também gostaria de agradecer a todos que comentam em nossos posts, conversam com a gente na página e no grupo do Facebook. Com certeza a participação de vocês faz o Dose Literária ser infinitamente melhor.

Obrigada a todos pela companhia e em 2013 eu volto com muitas novidades literárias!

:)