08 março 2013

Semana da Mulher - Capitu


P.S: Leia o texto abaixo ao som desta música: You'll Never Know - The Maine

"Olhos de cigana oblíqua e dissimulada". Essa é uma das frases mais conhecidas e envolventes da literatura brasileira, quiçá mundial, e foi escrita para designar uma mulher. De personalidade forte e sedutora, Capitu, personagem do livro Dom Casmurro, resiste ao tempo, encantando leitores das mais diferentes gerações. Escrita pelo genial Machado de Assis em 1899, a obra é narrada em primeira pessoa pelo personagem Bento Santiago, marido de Capitu e conhecido por Dom Casmurro. Apesar de Bentinho ser o protagonista do romance, a bela Capitu rouba a cena: ainda jovem, apresenta uma personalidade vigorosa, dona de si e dos seus sonhos, possuidora de um olhar marcante. Em uma época onde donzelas aristocratas, superficiais e idealizadas, eram tidas como parâmetro da essência feminina, Capitu vem para embaralhar tudo. 


Durante toda a narrativa, Bentinho aponta falhas de caráter da mulher, conjecturando uma suposta traição dela com Escobar, seu melhor amigo e ex-seminarista. O ciúme doentio de Bento é acompanhado de uma personalidade fraca, autoestima baixa e inegável dependência emocional. Os "olhos de ressaca" de Capitu são retomados durante toda a trama e demonstram a força contida neles, ora afastando, ora aproximando, sendo motivo de amor ou ódio.  Maria Capitolina Santiago (Capitu) deu ao romance de Machado um caminho especial para intermináveis discussões. Estudos, adaptações, pesquisas e inúmeras interpretações são realizadas ao longo do tempo, indo do campo psicológico aos conceitos feministas e sociológicos das décadas de 1970 e 1980, respectivamente.

"Capitu era Capitu, isto é, uma criatura muito particular, mais mulher do que eu era homem". Capítulo XXXI

Letícia Persiles protagonizando a fase jovem de Capitu na minissérie global
Assim como Desdêmona - personagem de Otelo, o Mouro de Veneza, de William Shakespeare -,  Capitu é julgada e condenada pelo marido, completamente tomado por surtos psicóticos de ciúme e agressividade. Nada se sabe, nada se prova, e todas as evidências descritas no livro são frutos da versão de Casmurro, fazendo com que muitos leitores se questionem até hoje se "Capitu traiu ou não Bentinho". Por ser uma mulher fora dos padrões romanescos, a "cigana de olhos dissimulados" continua encantando e provocando a todos com a afirmação "ninguém nunca vai saber". Apesar de narrar toda a história na casa dos cinquenta anos, Bentinho parece viver do passado, da lembrança da esposa Capitu, mulher que o fazia orbitar em torno dela, como se ela fosse o próprio sol.

Letícia Persiles e Maria Fernanda Cândido, as 'Capitus' da minissérie global

Pela força, feminilidade com luxúria, determinação e encantamento próprio, Capitu merece ser citada como uma das personagens inesquecíveis da literatura e, sem dúvidas, tem lugar de destaque na Semana da Mulher promovida pelo Dose Literária. 

Plus:

Confira a minissérie Capitu, exibida pela Rede Globo em 2008, e que traz a essência da personagem de 'Dom Casmurro'.

A cantora Zélia Duncan emprestou a voz para a música Capitu, escrita por Luiz Tatit. Ouça aqui.

Experimente colocar o nome 'Capitu' na barra de busca do Google para ver o que você consegue achar. Isso sim é que é inspiração!