29 outubro 2013

Divergente, de Veronica Roth - Trilogia Divergente - Livro 01

Quando a Eni me enviou o livro Insurgente da escritora Verônica Roth (que o perfil do Dose ganhou através das cortesias do Skoob). Eu já sabia que era o segundo da trilogia Divergente sobre a qual eu tanto já havia lido por aí na blogosfera.

Eu fiquei interessada  por se tratar de uma distopia e ainda mais por se encaixar no gênero YA que eu andava querendo conhecer, então juntei o útil ao agradável, consegui um pdf do livro um e devorei!

Comecei o livro as sete da noite de um dia e terminei as seis e pouco do outro (com as pausas necessárias lógico :P). O fato é que eu li o livro de um dia para o outro em velocidade recorde e ainda tenho no corpo a sensação de adrenalina que a história passou.
A história do livro é narrada por Beatrice Prior, uma jovem que vive em uma Chicago futurística com sua família na Abnegação que é uma das facções que agora dividem a sociedade. Além da sua facção temos também a: Sinceridade, Erudição, Amizade e Destemor.

Há também os sem-facção que são como pessoas invisíveis, isso porque entraram para alguma facção mas não conseguiram concluir alguma de suas etapas  de iniciação sendo expulsos depois  disso.
A divisão em facções ocorreu porque grupos diferentes de pessoas acreditavam que certas características eram melhores e mais importantes que outras e para que os conflitos não fossem muitos grandes, a divisão foi feita. Isso  não  evitou que os conflitos acabassem de vez e  a  rivalidade entre algumas facções continuou porém ficou "controlada".
P.s.: Franqueza aqui é a mesma coisa que Sinceridade
assim como Audácia é a mesma coisa que Destemor

Sendo assim cada facção tem seus símbolos, suas cores e cada uma trabalha e luta pelo que acredita utilizando-se das características que as definem como por exemplo: a Abnegação é altruísta e todos nela devem pensar primeiro no outro. A amizade e sinceridade os nomes já dão a entender. A Erudição preza a sabedoria, inteligência e a curiosidade acima de tudo. E todos do Destemor tem como marca principal a coragem e a bravura. 

Abnegação - Amizade - Destemor - Sinceridade - Erudição  (Símbolos das facções)
Então a história começa a ser narrada por Beatrice justamente no dia mais importante de sua vida. Ela já tem 16 anos e vai fazer parte da avaliação que definirá em que facção ela deverá ficar. De acordo com o resultado do teste ela poderá continuar com sua família na Abnegação ou mudar de facção, mas tomada essa decisão (a de mudar) ela terá que deixar tudo para trás pois facção vem antes da família. Seu irmão Caleb assim como ela também participará do teste no mesmo dia.

Durante esse período acompanhamos todos os sentimentos da narradora que conta sobre a vida na sua facção até aquele momento e o fato de sempre ter sentido que não pertencia ali. Ela fala sobre seu medo de mudar de facção e nunca mais poder ver sua família (até porque ela sabe que magoaria muito seus pais) e principalmente o medo do que ela  não conhece que é exatamente a vida em outra facção.

Então ela passa pelos testes e os resultados a deixam mais nervosa que antes...mas ela tem que tomar sua decisão e toma uma que surpreende a todos. Ela deixa de ser Beatrice e passa a ser apenas "Tris".
A partir daqui acompanhamos sua nova vida em uma facção totalmente diferente da sua antiga onde ela precisa passar por três etapas e se não passar corre o risco de ficar sem-facção. 
Ela faz amigos, mas também faz muito inimigos...e o segredo que guarda pode colocar em risco sua vida e a vida dos que ama.

Gostei da escrita da autora porque é própria para jovens mas não deixou nada a desejar quanto a ser um livro que pode ser lido por adultos. O livro é bem balanceado, temos cenas de humor, drama da  medida certa e as cenas de ação são de tirar o fôlego! 
Estou ansiosa para ler o livro dois: Insurgente. Então...resenha em breve ;)

"(...) O seres  humanos de um modo geral, não podem ser bons por muito tempo antes do mal rastejar de volta e envenenar-nos outras vez."