01 novembro 2013

Os entedi... ops! Adoráveis...





Quando vi a sinopse desse lançamento da Ed. Novo Conceito, aliada a esses cabelos coloridos da capa, confesso que minha curiosidade ficou aguçada. A premissa me pareceu interessante e Eni enviou o livro para que eu lesse. Mas, [in]felizmente a leitura [que apesar de tudo foi feita em duas noites apenas] NÃO me agradou. Talvez pela personagem, que eu acreditei ser uma coisa, e se revelou outra completamente diferente do que eu supunha, ou se eu esperava que a história fosse mais 'adulta' e ela é tipicamente para adolescentes, mas a verdade seja dita e eu não gostei, de modo geral. Não é que a escrita da autora seja ruim; para o público-alvo ela se sai bem. Mas a história não me prendeu a atenção como eu gostaria, o casal protagonista não tinha uma química que me agradasse, e só no final do livro percebi uma leve mudança em Jeanne, que me salvou a leitura. Mas não foi o suficiente para que eu apreciasse o livro. 

A história é a seguinte: Jeanne é uma blogueira popular, que se veste de forma extravagante e não tem muitas amizades na escola. Seus "amigos" são milhares de seguidores nas redes sociais, onde ela passa a maior parte de seu dia conectada. Ela mora sozinha, tem um namorado [que logo a troca por outra, namorada de Michael, com que Jeanne acaba se envolvendo]. Eles tem personalidades muito distintas, e apesar disso, depois que se beijam, não conseguem mais se desgrudar. Mas eles escondem o 'relacionamento' de outras pessoas. 

Particularmente eu achei Jeanne muito senhora de si, ela tem um péssimo relacionamento com seus pais, a quem vê com pouca freqüência, seu jeito descolado seria uma espécie de máscara que ela adota para ser notável. Mas em certa parte da história, quando ela tenta ser 'normal' acaba não agradando ninguém, porque as pessoas preferem seu jeito excêntrico de ser. A história corre sobre essa linha: os posts no Adorkable, seu blog popular que fala sobre seu estilo de vida, seus tweets, e a troca deles com Michael [embora à princípio ela não saiba que é ele que envia links de bichinhos engraçados para animá-la quando ela está irritada ou triste] e suas relações com o mundo ao redor, de como as pessoas a vêem. Ela é louca por um brechó, faz combinações de looks que ninguém em sã consciência usaria e vive [des]colorindo os cabelos.

Os personagens secundários também não me cativaram, exceto o casal gay que mora no apartamento ao lado do de Jeanne, que seriam como os pais dela e cuidam para que ela não fique sem se alimentar e que arrume a bagunça total que é seu apartamento. As relações com a família entremeiam a narrativa, e os capítulos são alternados por Jeanne e Michael, cada um contando sua visão e experiências a respeito do outro. A leitura é fácil, são menos de 400 páginas, e eu li em dois dias, mesmo não tendo me empolgado [caso eu tivesse gostado, teria lido numa noite apenas.]. 

Para quem gosta desse mundo popular, de sempre estar conectado, como se não houvesse vida além daquela oferecida pelo twitter, facebook e blog, o livro é um prato cheio. As cenas mais quentes do casal protagonista fogem do convencional, mas não pendem para o vulgar. Soa até engraçado em alguns momentos, pelo diálogo entre os dois. Jeanne vai percebendo aos poucos que a sua popularidade nem sempre pode tirá-la da solidão, e é preciso a época de natal bater à porta para que ela perceba isso de forma cruel...

Em geral, não foi uma leitura que me agradasse, mas isso não significa que vai acontecer o mesmo com vocês. Então, leiam e tirem suas próprias conclusões. O que pode não ser legal pra mim pode ser maravilhoso pra vocês, e vice-e-versa... Se quiserem a oportunidade para ter sua edição, fiquem de olho aqui no Dose porque esse livro será o prêmio do Concurso Cultural de Novembro.







Sarra Manning é jornalista, além de escritora. Trabalha como articulista em várias revistas e seus livros são em maioria para o público jovem, mas alguns títulos são para o público adulto também. Vive em Londres, e tem por companhia um Bull Terrier.






Os Adoráveis
Autora: Sarra Manning
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Edição 1.
384 páginas
Ficção, Romance.
Preço sugerido: R$ 34,90


Post relacionado:
Lançamentos de Setembro - Novo Conceito