30 janeiro 2014

Destinos que se cruzam... temas delicados

Elowyn e Kassey são grandes amigas, que dividem tudo. Mas uma coisa Elowyn não contou para Kassey: ao tirar a carteira de motorista, ela marcou a opção "doadora de órgãos". Kassey descobre esse detalhe da vida da amiga da maneira mais trágica - quando o desejo de Elowyn está prestes a ser atendido.

Arabeth nunca teve a sorte de ter uma melhor amiga. Com o coração doente, ela leva uma vida protegida de tudo e de todos. Até que, aos 16 anos, recebe o telefonema que tanto esperava - mas inicialmente ela e sua mãe não sabem a quem devem agradecer.


Quando os mundos dessas três meninas e de suas famílias se cruzam, suas vidas se transformam de maneira nunca imaginada. Kassey, especialmente, encara os fatos como uma forma de manter viva a memória de sua querida amiga. Ela passa a compartilhar da nova vida de Arabeth, ao mesmo tempo que ajuda a aliviar o sofrimento da família de Elowyn e a compreender a sua própria dor. Arabeth estranhamente carrega marcas da personalidade peculiar de Elowyn. Pode um coração transplantado guardar memórias celulares da antiga dona?

Nem todas as pessoas entendem por que falar de coisas tão tristes, mas "coisas ruins também acontecem com crianças e adolescentes, e eles querem respostas, eles querem saber porquê". É assim que Lurlene McDaniel explica sua escolha por um tema tão delicado; o transplante de órgãos.

A autora, que já escreveu mais de 70 livros para jovens adultos (alguns já roteirizados para filmes e séries de televisão), é conhecida por colocar seus personagens em situações diante de doenças crônicas ou do luto.
Um tipo de literatura que surgiu da necessidade pessoal de compreender sua própria crise familiar: seu filho, na época com três anos, foi diagnosticado com diabetes juvenil.
Lurlene McDaniel
é pós-graduada pela Universidade do Sul da Califórnia - Tampa, e vive no Tennessee.





Este é o terceiro livro que leio sobre um tema delicado de se discutir, de se ler, de se vivenciar. E foi por mera coincidência, todos foram enviados pelas editoras como cortesia, foi uma surpresa. Nunca imaginei que um dia fosse ler histórias de pessoas com linfoma (na história real de Ivani Rossi "Peruca, Pizza e Pitadas de Químio"), com leucemia (na obra "A Menina que Semeava" de Lou Aronica) e sobre um transplante de coração, do livro em questão.

De Coração Para Coração (do original: Heart To Heart) tem um universo adolescente, mas com maturidade e sensações únicas desta idade. O narrar da autora embala a leitura até o final, sem pausa. Um livro com 204 páginas de fácil absorção, e de muitas reflexões. Para o conjunto da obra dou 4 estrelas, e indico aos fãs de drama e ficção norte-americana contemporânea.

A obra é um lançamento da Editora Novo Conceito.