09 janeiro 2014

Resultado de enquete: Grifar ou não grifar?

O tema já foi discutido aqui no Dose Literária algumas vezes, e diversas são as opiniões e preferências a respeito do grifo em livros.

Existem aqueles que consideram um pecado mortal riscar qualquer livro, e seja lá o comentário que deseja fazer à respeito daquele trecho importantíssimo da leitura, faz-lo em um caderno à parte ou numa folha solta de papel, mas nunca, jamais no próprio livro. Eu sou dessas.

Já outros sentem-se tão íntimos da história ou do autor durante a leitura, que sem dó nenhuma escreve seus pensamentos, comentários, ou um inocente risquinho à caneta nos mais memoráveis trechos do livro.

Mas independentemente do grifo, conversar sobre coisas relacionadas à livros é bom, e por menor importância que haja o assunto, é sempre um aprendizado saber a opinião de outras pessoas.

Resolvi então fazer uma enquete para saber o que os leitores que passam pelo Dose acham do tema, e durante os 35 dias que durou a enquete, tivemos 96 votos:


Grifo todos os meus livros - 16 (16%) 
Grifo alguns dos meus livros - 22 (22%)
Prefiro não grifar, só marcar o trecho/página - 11 (11%)
Não tenho o costume de grifar meus livros - 11 (11%)
Não gosto de grifar meus livros - 34 (35%) 
Sou indiferente ao grifo em livros - 2 (2%)

Total de votos: 96
Enquete encerrada 

A maioria não gosta ou não tem o costume de grifar seus livros, mas o segundo maior resultado veio daqueles que grifam apenas alguns ou todos os seus livros. 
Gostei de saber disso, é um equilíbrio considerável e até harmonioso. :)
Agradeço à todos que votaram.

Ainda esse mês lanço uma nova enquete à respeito de leituras.

Abraços e gratidão.

Feliz 2014 - meio que tarde, mas ainda em tempo - de boas leituras à todos.