23 janeiro 2014

Tudo tem um preço. Quanto vale o seu silêncio?

Laura foi enviada ao convento de Veneza após a morte de sua mãe, sem contato com os de fora, a não ser pelas cartas que troca com sua irmã Beatrice (algumas que não chegam às suas mãos pela repressão da abadessa que as elimina alegando conter conteúdo impróprio para a noviça), cartas estas que continham segredos íntimos da irmã tão amada, mas que Laura nunca soube.


De família nobre, mas à beira da falência, os Della Scala tem planos de casar Beatrice com o influente Vicenzo, na expectativa gananciosa do pai de salvar o nome da família. Ainda no convento Laura Della Scala presencia uma situação, que mais tarde veio a tornar-se um grande segredo. Seis anos se passaram desde a sua entrada no convento, e enfim chega o dia em que Laura abandona a prisão religiosa, à mando de seu pai, para sua surpresa.

Feliz por enfim estar livre de toda aquela vida que ela não queria para si, ao colocar os pés na luxuosa residência de sua família, Laura depara-se com um velório, e tristemente vem a saber que naquele caixão, descansa o corpo de sua irmã que morrera afogada, num 'acidente' cercado de mistérios. E antes mesmo de enterrar a querida irmã e com ela o segredo do motivo de sua morte, o patriarca Della Scala promete Laura ao ex-noivo de Beatrice, numa tentativa desesperada de manter a promessa feita a Vicenzo.

Laura adentra a partir de então na alta sociedade veneziana, A Cidade dos Segredos, com vestidos luxuosos, rostos de cera, posturas forçadas e muito dinheiro, ganância e poder por trás de tudo isso. Num grande baile, Laura conhecerá seu futuro marido, para sua tristeza, o decrépito, vil e asqueroso Vicenzo, mas conhece também o talentoso pintor Giacomo, por quem seu coração balança, o que a enche de esperança diante do novo mundo que acabou de conhecer.

Sem escolhas, Laura sabe que não poderá simplesmente acabar com o noivado, para não contrariar seu pai, mas seu desespero cresce conforme o dia do casamento se aproxima e da escravidão que viverá ao dividir a cama com um velho que não ama. Ela precisa encontrar uma maneira de se livrar do cruel destino, sem saber como, sem ter poderes ou forças para isso.

Jovem, bela e triste, a protagonista é então convidada à um misterioso encontro, uma gôndola a espera, ela é levada pela curiosidade, sem saber do que se trata, à uma reunião as escondidas com as mulheres mais poderosas de Veneza, La Segreta. Laura, dentro de poucos dias, faria parte da alta sociedade ao casar-se com Vicenzo, essas mulheres queriam-na por perto, e fazer parte da Segreta, consistiria basicamente em revelar um grande segredo em troca de um favor dessas mulheres. O segredo revelado pela jovem Della Scala, está relacionado ao que presenciou no convento e à uma importante figura da sociedade, o pedido feito por ela às misteriosas e mascaradas mulheres, consiste na intervenção ao seu casamento.

As luxuosas máscaras do Carnaval de Veneza

No dia seguinte, estava tudo resolvido, Vicenzo foi difamado por obscuras verdades a seu respeito, é vergonhosamente expulso da cidade e seu casamento com a Della Scala é anulado. Laura teve a certeza de que fora La Segreta que fez isso, mas que o laço, a dívida com essas mulheres, seria eterna.

Respirando aliviada pelo acontecimento, a seguir vieram os grandes bailes, as novas amizades com as esposas e noivas dos mais poderosos, importantes nomes e famílias da cidade, Carina, a amiga confidente, e alguns reencontros inesperados com o amigo Giacomo. Mas o segredo a respeito da morte da sua irmã fez com que Laura suspeitasse de todos, e conforme ela investiga, muitos segredos surgem, um entrelaçado em outro, mas também um novo sentimento: o amor verdadeiro por um homem simples, sem dotes, que viria trazer mais sofrimentos ainda à família e à própria Laura Della Scala.

Depois de tanto sofrer pelas intempéries do destino, de repente, Laura se torna a pessoa mais sortuda do mundo e tudo começa a fluir favoravelmente à ela assim como em todo final de filme de princesa da Disney. Boring.

Chegando nos últimos capítulos, eu leitora já na expectativa de um desfecho enigmático, reviravoltas, tragédias, e um final feliz menos clichê, tenho uma das maiores decepções. Gente, dali pra frente deu vontade de pegar o livro, jogar na parede dizendo alguns palavrões, depois rasgar as últimas páginas e eu mesma terminar direito essa história. Ao longo da leitura dei à Sasha Gould vários elogios, pelos elementos romanescos utilizados, pelas descrições de sensações, ambientes e paisagens venezianas, pelo olhar observador e detalhista da escritora, pelas frases grifáveis em quase todas as páginas, cheia de genialidade, mas foi só chegar no final que, putz! A obra poderia ter mais 400 páginas se precisasse, desde que tivesse um final digno, jamais este.

A impressão que tive enquanto lia as últimas páginas é que Gould de repente lembrou que estava cozinhando feijão e passou a escrever freneticamente sem descanso, sem respirar, sem parar pra ir no banheiro porque tinha que terminar logo esse livro - e o feijão quase queimando - sem descrever com fidedignidade ou explicar nenhum fato, nossa, horrível.
Reli duas vezes para tentar entender aonde foi que eu me perdi, mas além de ter ficado duas vezes indignada, vi que quem está perdida é a escritora. Pior, tive também a impressão de que não foi a própria autora quem finalizou a narrativa, me veio na cabeça a imagem dela na frente do computador digitando e de repetente surta, diz que não vai terminar essa droga desse livro, chuta a mesa e o editor desesperado contrata uma estagiária para terminar de digitar e contar porcamente o desfecho nas últimas páginas.
Claro que estou exagerando, tanto quanto estou indignada.

Li em algum lugar que o livro terá continuidade, não consigo imaginar o que pode vir a seguir, já que o final clichê é um final!

Daria cinco estrelas à essa história de 253 páginas se não fosse pela conclusão do enredo, mas para não ser tão injusta, três estrelas já está mais do que suficiente.

Sasha Gould é uma boa escritora, me impressionou com sua narrativa, me amarrou, me deu abraços apertados contra o peito, e eu gostaria sim de ler novamente um livro dela, para me livrar dessa última impressão que ela deixou.


A obra A Cidade dos Segredos (do original: Cross My Heart) de Sacha Gould é um lançamento da Editora Novo Conceito.