25 fevereiro 2014

Uma Prova de Amor - Um livro que me pegou de jeito


Quando escolhi o livro Uma Prova de Amor da autora Emily Giffin para ler entre os livros que a Novo Conceito fornece para a parceria, escolhi por causa do nome da autora. Não porque já tivesse lido algum de seus livros e sim porque nossa amiga e autora aqui do blog a Mara Vanessa, já leu e resenhou outros livros dela aqui e aqui e ela sempre costuma gostar deles.

Porém, mesmo confiando no bom gosto da Mara, eu conheço muito o meu para saber que não sou muito chegada a livros que tendem a ser românticos e eu sempre tive a impressão que essa autora pendia muito para esse lado...quando vi o título do livro, impliquei um pouco mas a sinopse me abriu o interesse por se tratar de um assunto que lembrou a mim mesma.

Enrolei um bocado para lê-lo, mas no final das contas eu li e acabei me apaixonando pela história e o livro entrou para meus favoritos por todos os motivos pessoais e afetivos possíveis (justo eu que não queria me envolver!).

A história é narrada por Cláudia Parr, uma mulher com seus quase 30 anos. Com a vida feita. Realizada no seu trabalho como editora e casada com o amor da sua vida, Ben...um homem que pensa assim como ela sobre um assunto que choca a todos que convivem com Claudia por um tempo. Ela não quer ter filhos e até encontrar Ben, seus relacionamentos se extinguiram boa parte por esse motivo, porque, seus pretendentes não conseguiam aceitar a opinião dela de não ser mãe. Ben foi o único.

Cláudia conta sobre sua vida, relembrando os fatos que levaram ao momento crucial de seu casamento, quando Ben mudou de opinião e tudo o que eles haviam decidido foi por água abaixo. Ela fala sobre as primeiras brigas, as tensões, os silêncios e do fim da relação. Eu me emocionei muito em vários momentos do livro. Sou muito sensível a brigas de casais e nas primeiras páginas eu já tinha chorado, já tinha concordado e discordado um milhão de vezes com as atitudes dos personagens, senti até aperto no peito...o fato é que querendo ou não, lembrei de coisas que já aconteceram comigo e me senti muitas vezes no lugar da Cláudia e me identifiquei muito com ela. Grifei o meu exemplar loucamente (risos).






O casamento realmente acaba. Ben e Cláudia se separam e cada um vai seguir com sua vida, no entanto, Cláudia ainda ama muito seu ex-marido mas se sente magoada por ele ter posto a relação deles abaixo apenas pelo fato de ela não querer engravidar.

Em segundo plano temos outros personagens com suas próprias histórias que de certa forma fazem com que ela viva em constante auto questionamento...esses personagens são suas irmãs, Maura que é casada com um homem infiel com quem tem vários filhos e Daphne que tenta engravidar há anos e não consegue. Também tem sua melhor amiga Jess que entra e sai de relacionamentos com homens indisponíveis mas sonha em ter um filho antes que seja tarde demais para conceber e temos também seus pais separados...Detalhe: A mãe dela é odiável.

Suas irmãs e amiga a ajudam a passar essa fase da separação e nesse meio tempo vamos convivendo com todos os dramas e alegrias dessas pessoas que se misturam com a vida de Cláudia.
Um tempo depois ela acaba se envolvendo com alguém do trabalho mas seus pensamentos sempre estão em Ben que ela suspeita que já está em outra...até que ela recebe uma notícia que a faz querer resolver de vez a situação.

Então, não há como acrescentar mais detalhes sem estragar as partes emocionantes. Posso dizer com certeza que é uma ótima leitura. Para chorar e para rir. Foi um livro que me surpreendeu porque me identifiquei e também porque eu jurava que ele seria cheio de clichês (principalmente o final) e acabou sendo bem diferente do que eu esperava.

Confira também a opinião da Val sobre o mesmo livro aqui.