01 março 2014

Dicas de leitura para o carnaval: E-book, lá vamos nós!

Desde o fim das comemorações de ano novo, o carnaval tem batido na porta dos brasileiros. Alguns atendem ao seu chamado e o deixam entrar. Outros o expulsam com violência e se trancafiam em seus próprios mundos. E há ainda aqueles que o convidam para um café e depois se despedem gentilmente, respeitando o momento e as diferenças.

Leitura em mãos para o feriado (:

Não importa em qual grupo você se encontre ou queira estar, há sempre a chance de ter um bom livro como companheiro. Caso você tenha saído apressado de casa ou "não esteja muito a fim" de ler um livro físico (mesmo que eu não entenda como isso possa ser possível - risos), gaste alguns minutos do seu dia com a prática da leitura. Vai por mim, vale muito a pena! O Dose Literária preparou uma lista com algumas sugestões de e-books para ler na folia ou no sossego. Confira (clique no nome da obra para baixá-la):

 Signos e Símbolos, de Vladimir Nabokov

Com excelente tradução da jornalista, escritora e tradutora Juliana Cunha, este conto de Nabokov circula pelos dilemas e intensidades da linguagem, abordando também temas como imigração e doença mental.

A Cartomante, de Machado de Assis

Machado e sua ironia deliciosamente fina! Em "A Cartomante", o leitor encontra a perspicácia de um dos maiores gênios da literatura brasileira. A tríade crença-paixão-traição dá o tom da narrativa. Imperdível!

O Hóspede de Drácula, de Bram Stoker

Criador da figura mais emblemática do gênero terror, Bram Stoker traz à tona a atmosfera sombria e aterrorizante que o consagrou e eternizou no universo literário. "O Hóspede de Drácula" foi escrito para integrar o livro 'Drácula', grande sucesso do autor irlandês, mas foi retirado para enxugar a obra - tida como extensa.

O Alienista, de Machado de Assis

Loucura, cientificismo e progresso questionados à luz da razão em um conto rico em detalhes, ironias e humor negro.

Eu e Outras Poesias, de Augusto dos Anjos

Poemas viscerais de Augusto dos Anjos, um dos maiores nomes da poesia brasileira. Como não lembrar de trechos dilacerados como "escarra nessa boca que te beija"?

Gostou? Então aproveita o feriado e manda notícias. Quem quiser dividir alguma dica de leitura com a gente, por favor, sinta-se à vontade. Será um prazer! (: