30 março 2014

O Dose Literária está de LUTO por sua autora, Eni Miranda... :'(

RIP Eni. Amamos você...


É com muito pesar e tristeza em nossos corações, que venho comunicar, em nome das autoras do blog Dose Literária, o falecimento de Eni Miranda, a criadora do blog. Eni se suicidou na última quinta-feira, e de lá pra cá, Patrícia, Mara, Tamara e eu, bem como as demais garotas que já foram autoras do Dose, estamos profundamente abaladas com o que aconteceu. Eni era uma pessoa muito querida e foi por causa dela que eu conheci o blog, e algum tempo depois, a convite dela, entrei para a equipe.
Algumas pessoas que visitam o blog, nossos leitores que participam das várias redes sociais, bem como os amigos de Eni já sabem e lamentam o ocorrido. Mas me senti no dever de avisar àqueles que sempre passam por aqui mas não tem muito contato com alguma de nós além dos posts diários...

As postagens continuam seguindo apenas porque temos o hábito de deixar vários posts programados com semanas de antecedência, e à medida em que passam os dias, sairão mais posts... mas infelizmente, nenhuma de nós está com nervos e estrutura psicológica alguma para responder, visitar os blogs visitantes ou criar posts novos... Ainda estamos deixando 'a poeira esfriar' e creio que com o passar dos dias, as demais garotas rendam sua homenagem a Eni aqui no Dose. O Depois ainda é muito incerto. Precisamos conversar, nos acalmar e tomar uma decisão conjunta, se o blog vai continuar sem Eni ou não... 

Aos autores, blogs e editoras parceiras, lamentamos e assim que pudermos, entraremos em contato. 


O que tenho a falar sobre Eni, é que desde o primeiro contato que tive com ela, ao receber seu recado no skoob, divulgando uma promoção [a qual ganhei] foi de que havia conhecido uma pessoa especial, doce, cheia de ternura e com uma inteligencia aguçada, sensível e cheia de personalidade. Ter 'convivido', embora não pessoalmente, com Eni desde 2012, me trouxe paz, crescimento e doçura. Os tantos livros que ela me presenteou, os inúmeros e-mails trocados falando sobre nossos cotidianos, tristezas, planos e alegrias, as cartinhas com cheiro de chá trocadas com tanto afeto, e o imenso apreço por livros são motivos mais que suficientes para sentir de forma imensa a sua perda. Não quero que as pessoas a julguem pelo seu ato. 

Alguns podem dizer que foi precipitação dela, outros que foi uma inconseqüência, mas pelo que conheci dela, sei que, se ela tomou essa árdua decisão, ela teve seus motivos... Só desejo que sua alma descanse em repouso, repouso esse que ela não vinha tendo a um bom tempo aqui na terra... As saudades serão eternas... Nunca mais irei receber do carteiro um envelope com seu nome no remetente, nunca mais vou saber sua opinião sobre aquele e outro livro, nem suas postagens incríveis no Dose, nunca poderei lhe dar um abraço, como desde que a conheci gostaria... Sempre irei lembrar de seu companheirismo, seu sorriso nas photos e sua voz calma e tranquila, que só ouvi uma vez, quando ela gravou um pequeno vídeo para as autoras do Dose... Ela adorava me chamar de Val... nunca irei esquecer disso... 

Nunca a conheci pessoalmente, mas foi como se uma parte vital de mim tivesse sido arrancada e perdida... Algum dia, espero te encontrar. Não sei quando, mas... ainda vou te dar um abraço enorme, Eni...

Saiba que sua partida encheu nosso peito de dor e desalento... Mas eu não te julgo, amiga querida... mas sinto muito... 

RIP, Eni...