01 abril 2014

A bela Veneza e seus segredos...


A Cidade dos Segredos da escritora Sasha Gould se passa na bela Veneza de um ano não especificado mas pelas vestimentas e comportamentos das pessoas da narrativa eu suponho que seja uma época antiga. A história é narrada em primeira pessoa por Laura Della Scala que foi mandada a um convento após a morte de sua mãe por volta de seus 10 anos de idade.

A protagonista tem daquelas personalidades doces e submissas que não costumam me agradar, mas ela possui uma maneira tão bela de contar o que acontece consigo e a sua volta que eu consegui não implicar de cara com ela. Isso foi bom, porque no decorrer da história ela vai se soltando das rédeas dessa submissão e conformismo e é muito interessante ver a libertação dela.

Laura tem uma irmã que ama muito: Beatrice e que desde que foi viver no convento perdeu metade do contato porque as freiras censuram ou até impedem que todas as cartas trocadas cheguem a ela. Um dia no entanto Laura recebe a notícia que seu pai vai mandar alguém buscá-la no convento e feliz retorna para casa sem saber que ao retornar teria uma terrível surpresa. Sua amada irmã, num caixão, morta. Ao questionar sobre a morte recebe apenas respostas evasivas e começa a suspeitar de algo errado...

Sua irmã Beatrice estava prometida a um homem chamado Vincenzo e ao que Laura percebeu no seu retorno, esse casamento foi arranjado para salvar a família da total falência. Tendo sua irmã falecido e mal foi enterrada, Laura ficou sabendo que ela era quem agora estava prometida ao ex-noivo da irmã, um homem que nunca vira e que quando viu, quis voltar para o convento. Laura se vê sem saída até que num baile ela conhece uma mulher que lhe propõe uma solução. E é assim que ela se envolve com la Segreta uma sociedade secreta de mulheres que guardam muitos segredos e possuem um poder além do que ela imaginava. Nesse meio tempo Laura conhece (ou retorna a ver) várias pessoas. Carina a melhor amiga de sua irmã, Paulina uma amiga de infância e conhece Giacommo um pintor misterioso e que mexe com os sentimentos da moça.

Após o encontro com as mulheres de la Segreta, seu noivado vai interrompido por um grande escândalo e ela se vê livre do abominável Vincenzo. Mas a partir daí ela está ligava a essas mulheres e começa a suspeitar que elas não possam ser o que dizem ser. Na verdade, a história começa a ganhar certa velocidade e começamos a suspeitar de tudo e todos, coisas estranhas começam a acontecer e ficamos assim como a protagonista, sem saber em quem confiar.
Gostei muito. Há suspense e romance em doses certas e eu fiquei muito empolgada com o desenrolar de tudo e surpresa, muito surpresa, com alguns acontecimentos. 

Grifei muito trechos, porque como disse anteriormente gostei da maneira que Laura descreve seus sentimentos e  acontecimentos ao redor. Eis algumas marcações:
"O sentimento de perda é uma  serpente negra que se move dentro de mim; ela se mantém enrolada ali, à espreita, poderosa. Acho que nunca mais me deixará." pág.23
"Uma mistura de medo, excitação, desespero e felicidade. Quem dera  eu pudesse separar cada um deles e  sentir um de cada vez, mais isso não me parece possível."  pág. 151 
Esse livro foi uma cortesia da nossa parceira a Editora Novo Conceito.