08 abril 2014

De Coração para Coração, de Lurlene McDaniel


De Coração para Coração da escritora Lurlene McDaniel, trata de um assunto que eu não conheço muito bem mas acho nobre e aprovo: a doação de órgãos. 

O livro é narrado através do ponto de vista de duas garotas que veem suas vidas mudarem da noite para o dia. Uma de maneira trágica e outra de maneira próspera. Essas garotas são respectivamente Kassey que perde sua amiga Elowyn num acidente de carro e Arabeth que tem sua vida salva por Elowyn.

Elowyn e Kassey são grandes amigas há muito tempo mas Kassey só vem saber da escolha da amiga em ser doadora de órgãos quando o pior acontece. A amiga entra em coma e logo após seu corpo passa para o estado vegetativo e seus pais Terri e Matt precisam tomar a difícil decisão de desligar os aparelhos e seguir o desejo da filha doando seus órgãos. 
Arabeth depois de anos de espera recebe a ligação que mudará sua vida, finalmente ela terá um coração sadio e a esperança de uma vida nova surge para ela. O vislumbre de ser uma garota normal.

Aos poucos vamos conhecendo as personagens. Kassey narra sobre a vida anterior com El, seus traumas, o choque da perda e a difícil fase pós-luto. Nesse meio tempo ela acaba se aproximando de Wyatt (ex-namorado de Elowyn) alguém que antes ela duvidaria muito ter amizade já que desde que ele entrou na vida de sua amiga, elas se afastaram muito. E vamos vendo o renascer de Arabeth e também acompanhando as grandes mudanças em sua personalidade desde que recebeu  seu  novo coração. Mudanças realmente grandes, como se as vezes ela não fosse mais ela mesma...
Quase um ano depois de Arabeth ter expressado a vontade de conhecer a família e mais sobre sua doadora, ela tem o desejo atendido e sua mãe fala que irão todos se encontrar. Muitas emoções surgem desse encontro e Arabeth acaba conhecendo também Kassey e Wyatt.

O livro é curto e o li rapidamente. É uma história de teor trágico devido ao tema tocado, no entanto a autora conseguiu deixar a escrita durante todo o texto, leve e as vezes só sentimos aquele nozinho na garganta e os olhos marejarem, mas não chega a ser um livro denso e dolorido. 

Esse livro foi uma cortesia da nossa parceira a Editora Novo Conceito.