19 abril 2014

Felinos e paixões comportadas - O amor mora ao lado, de Debbie Macomber

Você certamente viveu ou conhece alguém que protagonizou a velha história da "cantada do cachorro", onde duas pessoas acabam estreitando laços a partir dos seus amigos caninos. Escutei, poucos dias atrás, a seguinte declaração vinda de uma amiga: "Dou uma volta pelo bairro para levar o cachorro para passear, e uso essa desculpa perfeita para esbarrar no vizinho 'deus-da-beleza' que mora no segundo andar". Como consegui perceber, minha amiga une o 'útil ao agradável': além de levar seu belo cocker spaniel para passear, ainda encontra ótimas desculpas para tropeçar em beldades por aí.

No entanto, cachorros e voltinhas pelas redondezas não são as únicas formas de unir corpos em combustão. Basta uma escapadela rápida do nosso fofo gatinho Simon para paquerar com a gata do vizinho, por exemplo, para que o morador da porta ao lado esteja um pouco mais à vontade em nossa presença. E são exatamente os gatos que auxiliam os protagonistas de "O Amor mora ao lado" (original Family Affair, tradução de Paula Gentile Bitondi, editora Novo Conceito, 2013, págs, 160), livro da autora Debbie Macomber, outra integrante da lista best-seller do The New York Times.

Na história de Debbie, a recém-divorciada Lacey Lancaster percebe que sua gata, uma bela abissínia chamada Cleo, foi emprenhada pelo gato do vizinho. Com o sugestivo nome de Cão, o ex-gato de rua mora com o executivo Jack Walker, um sujeito bonito, independente e extremamente bem humorado. Machucada pelo divórcio conturbado, Lacey se recusa a sentir atração pelo vizinho, mas as coisas não ocorrem exatamente do jeito que ela planeja.

Com enredo fácil, narrativa tomada por fatos que se sucedem de forma surreal e quase desconexa, O Amor mora ao lado não é exatamente uma aposta em novidades. A história pode muito bem figurar no gênero comédia romântica e distrair mentes cansadas de tanto trabalho ou cabeças sonhadoras. Mas isso não torna o livro ruim, apenas não satisfaz o leitor que já está esgotado de obras com temática de 'contos de fadas com baforadas de realidade', como eu costumo chamar romances que falam de personagens e situações que parecem ter nascido direto dos estúdios Disney ou do roteiro de novelas mexicanas.





O ponto positivo dessa obra de Debbie Macomber se faz presente nas ilustrações que acompanham cada capítulo, trazendo gatos desenhados com traços finos e delicados. Também gostei bastante das sugestões de 'petiscos para felinos' elencada no final do livro.

Se você já está pensando em uma forma de ter apoio do seu amigo canino, felino ou roedor para se aproximar daquele "sultão" que mora do outro lado da rua, vai encontrar em O Amor mora ao lado um aliado divertido. Se quiser apenas sonhar com um grande amor nascido em pleno acaso, também não deixe de ler o livro.