11 maio 2014

A volta do Parafuso, de Henry James...




A volta do parafuso é uma obra escrita por Henry James. Ganhei esse livro no Amiga Secreta do Dose Literária [Mara Vanessa foi minha AS querida] e assim que chegou, terminei uma leitura pra começar a lê-lo. E terminei de ler duas horas depois... O enredo fala sobre uma governanta que cuida de duas crianças órfãs em uma mansão afastada de Londres, onde aparecem os antigos empregados da casa, já mortos, que tomavam conta da educação das crianças antes de morrerem... Quem já assistiu o filme Os Outros, com Nicole Kidman, vai ficar familiarizado com o enredo, que foi baseado na história desse livro. Achei a leitura fantástica. Além desse filme, existem mais dois que são baseados na obra de James, Os inocentes e Os que chegam com a noite.

A história é de terror, mas tem uma carga de tensão psicológica que beira a paranóia. Vi algumas opiniões bem distintas sobre o livro, algumas pessoas acham que a sexualidade pode ser um fator importante pra explicar a trama do livro. Outros acreditam que é um livro que fala sobre fantasmas, e apenas eles. Na minha interpretação, achei possíveis ambas as 'teses', mas prefiro encarar o livro como uma obra de suspense e terror fantasmagórico, sem anular a questão psicológica sexual, claro. O teor sexual é forte, pois aborda questões acerca do afloramento da sexualidade em crianças, violência sexual infantil e outras temáticas pesadas, mas que se mostram subentendidas na história. É bem possível que o autor quisesse passar realmente essa impressão 'freudiana' do assunto, e tenha se utilizado de elementos de terror para dar ênfase a um assunto tão complexo na época. 

A governanta Giddens é contratada por um homem rico para tomar conta de seu casal de sobrinhos, duas crianças órfãs que ele não quer ter contato. Ele paga tudo o que for necessário para a educação dos dois, mas como é um homem ocupado, solteiro e de negócios, não sente afeto para dar a seus sobrinhos, por isso a decisão de contratar alguém que faça o papel de 'mãe' de Flora e Miles. A senhorita Giddens vai morar na mansão em que as crianças se encontram e apesar da beleza do local, algo se revela ameaçador e aterrorizante aos seus olhos...

Seriam espíritos dos antigos empregados da casa que surgem para fazer algum mal para Flora e Miles? Ou seria a mente perturbada por desejos sexuais reprimidos da governanta que a levam a um estado de loucura e asfixia psicológica? No decorrer da leitura, nos deparamos com descrições detalhadas de cenário, e nos imaginamos dentro da história [ao menos foi assim comigo]. Eu adoro descrições, detalhes minuciosos, e quando se trata de histórias de horror, fico ainda mais receptiva a esse tipo de narração. O livro não peca nesse sentido. 

A história é um misto de possessão, loucura e lirismo mórbido. É praticamente impossível abandonar a leitura assim que você começa o primeiro capítulo. Recomendo ler numa noite de chuva, tempestuosa, à meia-luz... Espero que tenham gostado. Deixem suas opiniões acerca da obra, seja o livro ou algum[ns] dos filmes...
Até a próxima...