09 maio 2014

Síndromes e complexos em A Nona Vida de Louis Drax

O texto de hoje é sobre o livro "A Nona Vida de Louis Drax"  de Liz Jensen. A resenha foi escrita pela nossa convidada Jéssica Henriques.


"Uma família em crise.
Um crime onde o principal suspeito e o próprio pai.

Uma criança perdida dentro de sua mente, com algo que a impede de voltar.

Bem-vindos a história de Louis Drax."
"A Nona Vida de Louis Drax", da jornalista e escritora Liz Jensen, conta a história de Louis Drax, um garoto de 9 anos que sofre bullyng na escola e desde pequeno demonstra problemas de comportamento, sempre se machucando e muitas vezes chegando à beira da morte.
Louis tem uma relação misteriosa com sua mãe, Nathalie Drax, e leva uma rotina aparentemente normal com o pai, que preocupado com o futuro do filho o envia aos cuidados do psicólogo Marcel Perez, que o identifica inicialmente com Complexo de Édipo.*

Este tipo de comportamento ocorre, segundo Freud, quando a criança atinge o período sexual fálico na segunda infância, e dá-se então conta da diferença dos sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto, no ambiente familiar. No caso do menino Louis, preferência pela mãe.

Em um fatídico piquenique familiar, Louis fica no meio de uma discussão dos pais, e se vê então no seu nono e mais grave acidente: cai de um desfiladeiro e é dado como morto, tudo leva a crer que o próprio pai tem participação na tragédia. A partir daí que a história se complica; o menino volta a vida, em estado de coma profundo. Quando transferido para a clínica do neurologista Dr. Pascal Dannachet, passa a narrar os eventos que se seguem.

A história do livro é um suspense obscuro que possui todos os ingredientes para prender a atenção do leitor. Uma obra que aprofunda as divergências sobre o estado do coma, aborda a psique humana com seus complexos e síndromes bizarras (na minha opinião), como por exemplo Munchausen, um transtorno em que os indivíduos fingem ou causam a si mesmos doenças ou traumas psicológicos para chamar a atenção ou simpatia de outras pessoas. Leitura recomendada!


Uma adaptação do livro para o cinema foi anunciada pelo produtor e diretor Anthony Minghella, mas  a produção do filme não chegou a ser finalizada devido ao falecimento de Minghella em 2008*.

*Fonte: Wikipédia

+ Posts de Jéssica: