15 junho 2014

Histórias de amor - Rubem Fonseca



Eis que vi por um acaso do destino, uma promoção da FNAC pelo twitter, em que vários títulos se encontravam disponíveis por apenas R$0,90 centavos + frete grátis. Não pensei duas vezes em procurar entre tantos livros algum que me despertasse interesse. Quando me deparei com Histórias de amor, do escritor Rubem Fonseca, comprei na hora. Esse autor faz parte do Desafio literário que estou participando, então, nada melhor que conhecê-lo comprando um de seus títulos... 

O livro é formado por sete contos: BetsyCidade de DeusFamíliaO anjo da guardaViagem de núpciasO amor de Jesus no coração e Carpe Diem. Ao contrário do que o título sugere, não são histórias de amor entre casais que vão terminar felizes. Parece clichê, mas o conteúdo foge muito do lugar-comum e acaba surpreendendo de forma positiva [ao menos pra mim], por se tratar de amores não convencionais, que escapam da mesmice água-com-açúcar de livros que poderiam ter esse título... Betsy, o mais curto deles, teve que ser relido pra que eu captasse do que realmente se trata. Triste e genial. Fala de morte, último suspiro ao lado de quem se ama, e se revela uma surpresa. Cidade de Deus me deixou com uma sensação de repulsa... é amor, só que perverso. Família me deixou enojada com a crueza de seus acontecimentos... Em suma, são contos fechados, cada qual trazendo uma tragédia ou situação inusitada, mas cheia de sensações familiares ao nosso cotidiano.

A escrita de Rubem Fonseca é crua, sem preâmbulos, sucinta. Traz cenários violentos, personagens amargurados, deturpados em suas próprias emoções. São palavras graciosas perdidas entre parágrafos de cenas grotescas, num conjunto de elementos como traição, morte, trapaça, poesia, sexo e desespero. Mas existe o amor em cada uma das histórias, embora, como diz o prefácio, haja também a vida, sua inimiga...

A capa é bonita, apesar de simples, e numa sentada o li por inteiro... Experiência válida que me fez querer conhecer outras obras do autor. Alguém aqui já leu Histórias de amor ou algum outro livro de Rubem Fonseca? Me contem aqui pelos comentários. 
Espero que tenham curtido o post.

Beijos a todos... 

"Toda vez que eu acabo de falar com você no telefone vou correndo para o espelho para ver se não estou com a cara de Meryl Streep. Da última vez senti um gosto doce na boca, meu cabelo quis ser louro, então prometi parar de perguntar 180 vezes se você me ama, se você não vai me abandonar, se essa coisa boa não vai acabar. Eu prometo, está bem?"