Um papo quente ao telefone... Vox, de Nicholson Baker


Imagine uma conversa por telefone que dura horas intermináveis, entre dois desconhecidos que buscam sexo casual. Se você acompanhou até aqui, eis a premissa do livro Vox, escrito por Nicholson Baker, nascido em 1957. Vox é seu terceiro livro publicado. Os personagens começam com a frase clichê "Que roupa você está vestindo?" e engatam um papo que traz a tona desejos insanos, peculiares e banais de ambos os interlocutores. Eles vivem nos Estados Unidos, mas não confirmam a localização exata onde moram, sabe-se apenas que estão em lados opostos do país... 

O grau de intimidade trocado entre os protagonistas é de como se eles se conhecessem pessoalmente há tempos, pois relatam confidências que nunca confiaram a pessoas realmente próximas a si mesmos. Envolvem personagens secundários, da repartição onde trabalham, atendentes, amigos, entre outros. Compartilham a forma como se masturbam, como se excitam, relacionamentos e aventuras anteriores, tudo num clima familiar, amistoso, como se estivessem frente a frente...  

A conversa dura 154 páginas, o livro não se divide em capítulos, e o leitor corre as páginas como se estivesse lendo uma conversa de bate-papo na internet, sem interrupções, fluindo em 'tempo real', enquanto dura a ligação... Através de anúncios em revistas com temática pornô é que eles acabaram 'cruzando as linhas' e mesmo nunca tendo se visto ou tido conhecimento prévio antes um do outro, flertam de forma despretensiosa...

Confesso que logo no início da leitura, não me envolvi o bastante com o longo diálogo, mas da metade em diante a conversa dá uma 'guinada' e fiquei completamente absorta na leitura, só fechando o livro após chegar na última linha... As páginas finais compensam todo o livro, o papo esquenta até demais, de maneira luxuriosa e requintada. Esse aspecto da escrita me ganhou... 

"e começo a passar a língua de um lado para o outro por cima dele, bem devagar, de um lado para o outro, e você sente a minha língua descendo para o lugar que está mais quente..." 

Ficou curioso[a] pra saber o restante? *risos*. Então leia e tire suas próprias conclusões... 
O livro é uma publicação de 1992, da Ed. Companhia das Letras. Apesar de antigo, é relativamente fácil encontrá-lo em algum sebo... Se deu vontade, não exite em comprar quando a chance surgir. Vale a pena. 


Até a próxima postagem, pessoal. ;D