05 dezembro 2014

Uma outra forma de amar... Três contra Todos, de Deco Rodrigues...

Ao receber o livro Três contra todos, do autor Deco Rodrigues, não sabia que teria uma leitura tão deliciosa em mãos. O livro fala sobre amor, acima de tudo. Rafaela tem uma paixão platônica por Eduarda, que sempre frequenta a gráfica em que ela trabalha. O problema é que Eduarda está de olho em Lucas, outro cliente do local. E embora Eduarda seja linda e bem-sucedida, Lucas está interessado naquela reservada atendente Rafaela, que parece não gostar muito dele...

A premissa é mais ou menos essa. No decorrer dos capítulos, que são divididos pela perspectiva de cada um dos protagonistas, vamos acompanhando o desabrochar de uma linda amizade que vai culminar num relacionamento profundo e não livre de olhares críticos e preconceituosos... O agravante da situação é que há uma criança envolvida no meio, Luan - filho de Lucas - e logo a intolerância de alguns personagens secundários trarão problemas aos amigos apaixonados... 

Aos poucos vamos conhecendo também o cotidiano desses personagens, seus medos, fantasias, inseguranças e problemas. Em paralelo, a etapa de conhecer a si mesmos, de realizar suas fantasias e deixar alguns tabus para trás. 

A escrita de Deco é envolvente, ele descreve as cenas mais tórridas do romance de forma magistral. Vários trechos vão abalar as estruturas do leitor, numa linguagem erótica que explora bem a sexualidade dos envolvidos... Deco nos surpreende, encanta e mostra que é possível se sensibilizar e enxergar beleza nos relacionamentos mais inusitados, que possam fugir ao padrão de 'tradicional'...


"Não pensei duas vezes e em segundos estava dividindo o chuveiro com Eduarda. Minha excitação era visível, com nossos corpos se encostando enquanto a água caía sobre eles."
Por se tratar de um livro curto [apenas 93 páginas], é natural levar em conta o amadurecimento a curto prazo dos personagens, bem como a rapidez com que eles se 'conhecem', interagem, fazem amizade e se envolvem, mas é tudo contado de forma tão atrativa e natural, que esse pequeno detalhe não chega a prejudicar a narrativa. 

O começo do livro pode passar ao leitor a impressão que a história trata apenas de sexo com três pessoas, mas ele consegue ir além. Esclarece questões sobre o Poliamor, e é uma crítica bem construída sobre questões de preconceito, adoção/guarda de crianças, e conceito de família. Deco nos presenteia com uma obra original, escrita de forma sucinta e ao mesmo tempo cativante. É impossível não se identificar com Lucas, Eduarda e/ou Rafaela, ao menos em algum momento da história... Essa familiaridade dos personagens com o leitor faz com que este se sensibilize com casos reais sobre o assunto na vida real...

Inspirado em fatos reais, o livro desafia a dualidade dos romances convencionais e prova que é possível manter uma relação a três com maturidade, respeito e confiança, cabendo às partes envolvidas chegarem a um consenso. Se todos estão satisfeitos, por que não fazer acontecer o amor em sua totalidade? 

Sem espaço para vulgaridades e conveniências sociais/moralistas, Três contra Todos é pura poesia, sexo, ardor e traz momentos de reflexão sem parecer didático ou piegas... 

A única ressalva que faço com relação ao livro é que em certa parte dele, quando ocorre um fato importante com a família de Rafaela, o acontecimento não foi abordado com muita profundidade. Embora tal episódio soasse discrepante ao contexto do livro como um todo [já que o foco da história é sobre a relação a três], achei que o autor poderia ter deixado as emoções de Rafaela mais afloradas com o ocorrido, mas ela age com certa 'frieza', embora seja explicado no decorrer da história como era a relação dela com a mãe e o irmão... Porém, esse detalhe não diminui a qualidade da leitura, foi apenas uma observação pessoal... 

Três contra Todos é uma obra para mentes abertas a novas possibilidades, experiências e rompimento de barreiras. Uma verdadeira desconstrução [sadia] sobre as várias formas de amar... 

Até a próxima, pessoal...