16 fevereiro 2015

5 Cães famosos da Literatura

Já fiz um post sobre escritores e seus cães de estimação, mas e quando os cães tornam-se personagens principais de obras literárias? Eu como uma apaixonada por cães, escolhi cinco cães da literatura para comentar (rapidamente) e quem sabe instigar a leitura de alguns livros. Ah! Aguardo sugestões e comentários de outros cães da literatura que não estão na listinha, hein?!

5 - Totó (O Mágico de Oz)


Geralmente retratado como um cãozinho da raça escocesa Cairn Terrier, Totó é o amigo inseparável da Dorothy em O Mágico de Oz do escritor  norte-americano Lyman Frank Baum.
Acho que todo mundo conhece a história do livro e com certeza assistiu às diversas adaptações para o teatro e cinema sobre a menina e seu cãozinho que teve sua casa levada por um tornado e vai parar numa terra desconhecida e passa a procurar pelo mago Oz na esperança que ele a leve de volta pra casa. No caminho ela faz alguns novos amigos: Espantalho, Homem de Lata e o Leão Covarde. 
Totó acaba fugindo de Dorothy para ir atrás de um gato e "atrasa" a vida de sua dona.
Diferente de outros personagens antropomórficos da história, o cachorrinho não fala ou expressa algum pensamento na narrativa, mas cativa a todos.

4 - Baleia (Vidas Secas)

Quem não chorou lendo Vidas Secas de Graciliano Ramos? E quem diria que a personagem que mais cativou os leitores foi uma cadelinha vira-lata do sertão - Baleia.
O nome já é um paradoxo na minha opinião: o animal baleia é um animal grande, pesado e aquático e nossa estrelinha a vira-lata mais conhecida da literatura é pequena, magrinha e viveu na seca do sertão nordestino. 
Baleia é a cadelinha da família de Fabiano, retirantes, em busca de uma vida melhor. A história todo mundo conhece, mas uma das partes mais comoventes sem dúvida é a morte de Baleia, que teve de ser sacrificada porque já sofria as consequências da falta de água e comida. 

3- Marley (Marley & Eu)

Ok, é um best-seller, talvez o livro não estará no hall dos cânones literários, mas a história é divertida e emocionante. 
Quem ainda não leu sobre o Labrador mais atrapalhado do mundo ("o pior cão do mundo")?
O jornalista John Grogan decide escrever em sua coluna, a rotina da família e de seu cão Marley e acaba descobrindo e compartilhando o amor e a fidelidade do cão por seu dono.
Bobona que sou, chorei muito tanto no livro quanto no filme e transcrevo aqui um dos trechos mais marcantes sobre cães:
"Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Um cão não se importa se você é rico ou pobre, educado ou analfabeto, inteligente ou burro. Se você lhe der o seu coração, ele lhe dará o dele. É realmente muito simples, mas mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não."
2- Flush (Memórias de um Cão)


Virginia Woolf narrou com graça e humor as impressões de Flush, um cocker spainel da sua amiga escritora Elizabeth Barrett
Nas cartas trocadas entre as duas amigas, Elizabeth sempre contava alguma travessura ou curiosidade de Flush e isto serviu de inspiração para Virginia.
Eu já comentei sobre esse livro aqui no blog, que o cão também foi testemunha do romance da escritora Elizabeth com o poeta Robert Browning.
O livro é um bom começo para quem quer conhecer a escrita de Virginia Woolf apesar de ser diferente e até mais "leve" que suas outras obras.
Ao lado, a foto da atriz Katherine Cornell que interpretou Elizabeth em uma adaptação teatral de 1930.


1-  Rover (Roverandom)



Quando o filho de J.R.R Tolkien era criança, perdeu seu brinquedo favorito na praia e ficou muito triste. Para consolar o menino, Tolkien escreveu a história do cão Rover que por ter irritado um mago foi transformado em um brinquedo de porcelana e para voltar ao normal terá de procurar o mago Artaxerxes na lua e no mar e é aí que as aventuras do cãozinho começam.
O cão não parece ser de uma raça especifica, então vai depender de cada um imaginar como Rover é. A ilustração acima é de Alan Lee e sinceramente acho que deve ser um galgo inglês (só acho!).
Pretendo comprar e reler o livro, pois adorei o estilo mais infantil de Tolkien.

***

Por enquanto é só, gente. Como eu disse eu apenas fiz uns curtos comentários sobre cada obra/personagem. Espero ter aguçado a curiosidade de quem ainda leu nenhum dos livros citados aqui, apesar de achar que pelo menos um deles vocês conhecem.
Tem mais cães famosos por aí? Deixe um comentário, por favor!

Posts relacionados:
- Adoráveis imagens de escritores famosos e seus bichinhos de estimação