01 junho 2016

Caixa de Correio #11 - Almoço Nu - William Burroughs

Minha rotina profissional varia bastante, e vários dias trabalho em home office, o que facilita receber encomendas. Desta vez, no entanto, o destino me fez esperar um pouco mais pelo livro Almoço Nu - de William Burroughs, mais um que chega pela parceria do blog com a Companhia das Letras


Quando o correio bateu aqui em casa, eu não estava. Um fato marcante quando fui buscá-lo no posto dos correios: ao me entregar o pacote com o livro, o profissional que me atendia do outro lado do balcão (Luiz Carlos?), reconheceu seu conteúdo e dai seguiu breve conversa sobre a paixão por livros. Séries, este blog, gadgets eletrônicos para leitura, cultura e seu estado no país, as pessoas interessantes que ele conheceu naquele balcão. Teve espaço para tudo, nesta breve conversa. 

Por trás de seus óculos, pude encontrar mais uma pessoa transformada positivamente pelo hábito da leitura. A mente fica treinada para sair do trivial, e observar o que o cotidiano traz de interessante. Leitores são uma espécie de máfia.

Tive contato com os escritores da Geração Beat - ao menos com seus principais nomes - Ginsberg, Kerouac e Burroughs através da revista Chiclete com Banana, que eu pegava para ler durante minhas aulas vespertinas (1991??). Naquela epoca, eu já associava aqueles quadrinhos de critica ao mundo certinho com essa literatura "revolucionária" - o que provaria não estar incorreto.

O primeiro contato foi com o On the Road - de Kerouac. Agora teremos Burroughs. Prometo curtir o livro, sem tentar racionalizá-lo ou enquadrá-lo. Divido com vocês, leitores do blog, em algumas semanas,

Não aguenta esperar? Burroughs já foi abordado várias vezes aqui no Dose:



Até lá!