10 abril 2017

Ligações de Rainbow Rowell

Ligações é o quarto livro da escritora Rainbow Rowell que já li e posso dizer tranquilamente que se eu ainda tinha alguma dúvida de que ela é ótima, confirmei aqui mesmo nessa história.

Nesse romance é narrada a vida de Georgie McCool, uma mulher de quase quarenta anos, casada há uns 15 com Neal. Por ser muito workaholic, o relacionamento dos dois está levemente abalado porque o marido acha que Georgie deixa ele e as filhas sempre em segundo plano para se dedicar a carreira. 
Os dois se amam, mas quando Georgie o comunica de que não vai mais viajar para a casa da sogra com eles no feriado de Natal porque recebeu uma oferta de trabalho para o programa dos seus sonhos (ela é roteirista de humor) percebe que pode ter acabado de vez com tudo, pois, Neal decide viajar mesmo assim, sozinho com as meninas.
Então acompanhamos as tentativas desesperadas dela para falar com o esposo, tentativas que falham a cada dia porque ele não atende o celular ou nunca está por perto quando ela liga para a mãe dele. O pior de tudo é que ela se sente ameaçada pela ex-noiva do esposo, a Dawn que por acaso também é vizinha de sua sogra...
Nesse corre-corre dela tentando conciliar emprego e casamento, temos o Seth, melhor amigo dela, com quem trabalha e é alguém que já causou conflitos entre ela e o esposo indiretamente.

Sendo assim, Georgie fica meio que acampada na casa da mãe dela por ser mais próximo ao trabalho e por não conseguir ficar sozinha em casa devido a solidão pela falta dos outros. 
E é nesse momento que a história ganha um novo rumo, pois, quando ela resolve ligar do seu antigo quarto na casa da mãe, usando um velho telefone amarelo que era seu na adolescência, percebe que quem atende do outro lado não é o Neal seu marido de 40 e poucos anos e sim Neal, seu namorado de 20 e poucos anos! Acho que nem precisa comentar o quanto a personagem pira com isso (quem não piraria? rs). Mas devido o fato de seu marido não mais atendê-la, ela passa a conversar com sua versão do passado. E é aí que a curiosidade do leitor aumenta, porque ela não tem a mínima ideia se essa intromissão no passado terá consequências na vida atual dela e essa semana em que ela conversa com ele foi justo uma semana decisiva para os dois.
E a cada capítulo vamos acompanhando os flashbacks que ela tem de toda a trajetória deles. De como se conheceram, do início do namoro, casamento, altos e baixos e isso envolve muito. Ao menos me envolveu bastante...me senti parte da história, a cada momento tentando descobrir o que houve com eles.
Um dos pontos fortes da Rainbow com certeza é como ela constrói os personagens que são quase sempre muito bem humorados, meio loucos, falam demais e muitas vezes são cheios de problemas complicadíssimos de resolver. Querendo ou não, a gente se identifica.
Fora os personagens que já citei, temos a mãe da protagonista que é uma peça (casada com um cara bem mais novo e muito segura de si) e a irmã de Georgie (que tem lá sua cota de cenas hilárias).

E aí, alguém aí já leu algo da Rainbow? :*