07 agosto 2017

Minha experiência com os E-books e E-readers (Tamara)

O Fábio deu sua opinião aqui nessa postagem sobre o que achou do e-reader Kindle e eu quis dar meu parecer também, nesse caso sobre toda minha experiência com leitores digitais e livros feitos para eles. 
Essa postagem não tem fins comerciais, eu só quis falar um pouco sobre o assunto porque sei as dúvidas que nós leitores sempre temos ao adquirir/usar essas novidades rs.

Desde os 3 anos de idade me iniciei no mundo da leitura. Meu pai era um leitor assíduo e sempre incentivou mas em casa os livros da estante dele eram voltados para tecnologia, espiritualidade e auto-ajuda e eu nunca me interessei por esses assuntos. 
Sendo assim desde cedo recorri as bibliotecas tanto da cidade, como da escola para ler porque moro em cidade do interior e além de aqui não haver livraria e nem sequer bancas de revista, eu nunca curti está pedindo dinheiro para ter meus exemplares. 

Eu só pude pegar emprestado mesmo quando fiz minha fichinha aos 8 anos, antes disso eu ia pra biblioteca a tarde e lia lá mesmo, passei tardes assim até poder pegar os livrinhos emprestados, levava 3 todo dia e no outro já estava indo lá pegar mais. Com o tempo passei a pegar livros mais volumosos e na adolescência pude ter acesso a livros mais adultos mas chegando aos 14 anos eu já havia lido o que as bibliotecas tanto a pública como a do meu colégio podiam oferecer então tive sede de mais e foi por essa época que li meu primeiro e-book.
Lembro como se fosse hoje. Foi o livro O Mundo de Sofia de Jostein Gaarder, na época meu pai tinha acabado de colocar internet a rádio em casa e lembro que isso me abriu um mundo de possibilidades na internet porque agora ao invés de ler apenas livros físicos eu poderia conhecer variados títulos digitais que antes não tinha acesso porque na biblioteca não tinha :) 

Esse texto todo foi para mostrar que por mais que eu adore ler um livrinho físico, eu nunca jamais desprezei os digitais, porque conheci muitos livros maravilhosos assim, muitos que amei hoje eu possuo porque sempre que gosto mesmo e sei que vou reler, eu compro meu exemplar.

Até porque volta de 2010 eu lia esses e-books no pc mas descobri a maravilha do Submarino e o Sebo do Messias e passei a comprar meus primeiros livros físicos pela internet a preços mais acessíveis, mas não deixei de ler os ebooks porque nem sempre eu achava os livros que queria ou por estarem esgotados ou por estarem mais caros do que eu podia bancar.
Ler os ebooks era bom porque eu lia rs mas era péssimo pelo desconforto e o fato de que hoje em dia eu sou uma pequena pessoa míope para caramba por ter passado horas lendo direto da tela do pc. 

Em 2010/2011? ganhei um tablet e já instalei um programa para e-books e quebrou o galho por um tempo mas a diferença entre ele e o pc era pouca...deu mais mobilidade mas o desconforto para os olhos era o mesmo devido a luz forte do tablet (mesmo diminuindo luminosidade) sendo igual a do pc, sem contar que o tablet descarregava rápido demais, o bacana eram as cores que para ler quadrinhos era idel mas...minha experiência com o tablet foi tão ruim que eu deixei os e-books de lado por um bom tempo até que em 2014 eu ganhei meu primeiro E-reader, um Bookeen Cybook Opus. 

Aqui o modelito que eu possuí
A experiência foi outra, mil vezes melhor, o Bookeen possui uma tela fosca, anti-reflexo e bateria durável o que me permitiu muitas horas de leitura e nada de cansaço nos olhos, tinha espaço para armazenamento interno de 1 giga (eu acho) mas podia usar cartão SD para expandir. O ruim era que ele era analógico então não tinha a vantagem desses e-readers que já vem com touch, era tudo no botãozinho e o Bookeen as vezes travava quando os arquivos eram grandes...para ler quadrinhos também não o achei muito prático, porque era lento e a resolução não ficava essas coisas mas para a maioria dos arquivos em epub era ótimo. Usei ele até ano passado quando comecei a pesquisar outros modelos para adquirir, eu queria os que foram lançados aqui no Brasil, modelos como: Kobo ou Kindle porque meu Cybook depois de tanto uso passou a travar cada vez mais e eu tinha que ficar resetando ele. Dava pra usar mas não era prático.

Então esse ano meu maridão depois de ver minha busca frenética e pesquisas de preços me presenteou com um Kindle Paperwhite, o meu não é dessas gerações mais novas porque na verdade ele conseguiu através de uma troca com um amigo nosso, então o e-reader é usado e é um modelo de dois anos atrás, mas o bichinho tá em ótimo estado e minha alegria foi tão grande que nem liguei por não ser novo.


As primeiras vantagens que pude experimentar fazendo uma comparação Kindle x Bookeen, foram: Tela de touch, wifi ou 3g, dicionários de várias línguas que você pode baixar para o aparelho e ficar tirando dúvidas sempre que necessário, luz interna que me permite ler no escuro antes de ir dormir, fazer notas e grifos. 
Você também pode baixar e comprar livros direto do site da Amazon e armazenar os livros que você já possui através do cabo usb, no entanto os livros que você não baixa direto da Amazon não mostram as capas na visualização da biblioteca o que é uma desvantagem mas quando você abre o livro para ler, ela aparece.
Achei leve a navegação e diferente do Bookeen não senti limitação no tamanho dos arquivos, coloquei mais de 200 e-books no formato kindle e alguns em pdf e ele não trava. Ele permite que você organize seus livros digitais do jeito que quiser: coleções, autores, título do livros e permite que crie pastas personalizadas.
Também achei ele bem melhor para ler revistas e quadrinhos. A desvantagem é porque é preto e branco mas a resolução é boa e permite dar zoom.
Assim como o Bookeen ele tem a bateria durável e descarrega só com um mês de uso e pode durar mais se você usar pouco o wi-fi.


No geral, o Kindle é um leitor incrível, prático e leve. Atualmente a Amazon está disponibilizando 4 modelos que vão do mais simples de duzentos e pouco ao mais cheio de recursos por mais de mil reais, o meu foi a segunda opção e se eu tivesse comprado no site teria me custado mais de 400, no entanto, acho que é um investimento que vale a pena já que eu cheguei a gastar muuuito mais que isso em um ano comprando livros que em grande parte eu acabei doando por não gostar. Hoje em dia eu leio o e-book, se curtir eu compro o livro.

E vocês, já leram e-books? Em que leem? Gostam, não gostam? 

Até mais :**