Retrospectiva 2017

Apesar de 2017 ter sido um ano de poucas postagens no blog (por falta de tempo), não podíamos ficar sem a tradicional retrospectiva literária. Se quiser dar uma olhadinhas nas retrospectivas dos anos anteriores - clique aqui

Livros comprados em 2017

Como sempre eu nunca cumpro a promessa de não comprar mais livros porque a lista só cresce e não dou conta, mas...


E ainda tem uns mais "acadêmicos" que não coloquei aí na foto. Alguns eu li...

Livros lidos em 2017



1) Judas O Obscuro - Thomas Hardy (dos 1001 livros)
2) Manual Prático dos Bons Costumes em Livrarias - Lilian Dorea
3) Os da minha rua - Ondjaki
4) As Aventuras de Ngunga - Pepetela (e-book)
5) Estórias Abensonhadas - Mia Couto
6) Contos Negreiros - Marcelino Freire
7) Insubmissas lágrimas de Mulheres - Conceição Evaristo
8) Para educar crianças feministas - Chimamanda Ngozi
9) MAUS - Art Spill
10) Factótum - Charles Bukowski 
11) O Assobiador - Ondjaki 

12) Mahabharatha - Pelos Olhos de uma Criança - Samhita Arni (e-book)
13) Vida Game - Adriana Calabró (emprestado)
14) Mais ou menos normal - Cíntia Moscovich
15) Ana Z aonde vai você? - Marina Colasanti
16) O lado sombrio dos Contos de Fadas - Karin Hueck
17) 100 mágoas - Rodrigo Ciríaco

Tem dois livros de poesia, porém não marco como lido porque eu costumo ler aos poucos, sabe como "pílulas diárias": Coroações de Débora Garcia e Colecionador de Pedra de Sérgio Vaz.

Destaques

Literatura africana em língua portuguesa

Sabe qual foi meu crush literário? Ondjaki 💗 (falarei mais sobre isso futuramente).
Faltei na aula para ir vê-lo na FFLCH/USP ainda mais depois ter lido Os da minha rua para um seminário da faculdade. Mas foi ótimo conhecer outros escritores africanos como Mia Couto e Pepetela.



Literatura brasileira - escritoras

Foi um ano de descobertas e felizmente tive oportunidade de conhecer estas duas escritoras que estão há muito tempo na área. Pegando o embalo das colegas do Leia Mulheres, vamos ler mais mulheres?
Conheci a Débora Garcia através do Sarau das Pretas e visitei a Ocupação Conceição Evaristo no Itaú Cultural em maio.
Pretendo falar mais sobre isso futuramente também.


com Conceição Evaristo no Itaú Cultural

Literatura "marginal"/periférica



Também merece um post a parte. Foi o primeiro ano que conheci um pouco mais sobre escritores que estão fazendo a diferença e atraindo novos leitores. Nossa, eu tenho tanto pra falar! Também conheci pessoalmente estes escritores. Rodrigo Ciríaco tem um projeto lindo - o Sarau dos Mesquiteiros  e Sergio Vaz coordena o Sarau da Cooperifa .  Aguardem! 

E vocês? Já leram alguns dos livros que citei? Gostariam de fazer alguma pergunta? Deixe seu comentário ;)


Bom, vou ficando por aqui.
Desejo ótimas leituras a todos em 2018!